Goste de você!

Oi oi gatinhas (e gatinhos)! O post de hoje é bem especial e, confesso, de última hora. Tinha preparado outro post com outro assunto, mas acordei com uma vontade específica de falar sobre esse assunto: Autoestima.

“Apreço ou valorização que uma pessoa confere a si própria, permitindo-lhe ter confiança nos próprios atos e pensamentos.”¹

Essa frase resume tudo, autoestima é o valor que damos a nós mesmos e que nos permite ter confiança ou não em nossas atitudes. Então, se é isso, porque é tão difícil hoje em dia ter autoestima, ser confiante, acreditar em si mesmo?

E olha só que interessante, em momento algum, essa definição falou em beleza ou aparência, então por que associamos tanto autoestima com isso? Por que quando alguém não se arruma ou não se diz bonita, dizemos que essa pessoa tem autoestima baixa?

Parece clichê, e talvez até seja mesmo, mas tudo isso é culpa da nossa cultura, da nossa sociedade… de nós mesmos. Estamos vivendo uma era de supervalorização de coisas superficiais, aparência, dinheiro, bens materiais. Somos impostos e impomos também padrões que poucas pessoas conseguem atingir e com isso nossa autoestima fica cada vez mais prejudicada.

Não, não sou nenhuma psicóloga ou especialista no assunto, mas sou uma pessoa que sofreu muito com baixa autoestima e é muito fácil dizer que isso é bobagem quando você não teve dificuldades em sair de casa ou para se comunicar com alguém simplesmente por achar que você não é boa suficiente. Pior, quando você prejudicou relacionamentos (amorosos ou de amizade e até familiares) porque você não tinha confiança em si mesma.

Só quem passa por isso sabe como é. E quer saber de uma coisa? Somos cobrados por isso também, então estamos diante de uma faca de dois gumes. Somos cobrados por não sermos exuberantes, inteligentes, ricos e audaciosos e, quando nos frustramos com toda essa cobrança e nos afastamos das pessoas, somos cobrados por isso também. Eles nos dizem que temos que ter confiança, que não podemos nos comparar com padrões inatingíveis, que temos que ser nós mesmos e etc.. Sabe o nome que dou para isso? HIPOCRISIA!

Bom, não quero que esse post se estenda demais ou que o assunto fique muito pesado, mas sabem o que eu quero que vocês entendam (e espero que mais rápido do que eu), que ninguém precisa passar por isso. Sabe por quê? Porque não! Porque você pode simplesmente ser você mesmo, não precisa ser mais magra ou mais gorda, não precisa ter o cabelo comprido ou loiro, não precisa se vestir como a mocinha da novela ou a vilã, você apenas não precisa.

E é isso que precisamos entender, ninguém precisa fazer nada para ser aceito, a única pessoa que precisa te aceitar é você mesmo, pois essa é única pessoa que, com certeza, estará com você até o fim da sua vida. Então, imagina só, você não se aceita e você vai ter que conviver com você mesmo até o fim, isso não é tortura demais?

Por isso, cabe aqui aquela frase “aceita que dói menos”. E dói menos mesmo, muito menos se você se aceita, se você entende que seu narizinho de batatinha está exatamente onde tem que estar e do tamanho que tem que ser. E que essa pancinha de sorvete e coxinha, tem um charme todo especial. Amores, vamos nos cobrar menos. Você quer fazer uma cirurgia no nariz (eu quero) porque acha que vai ficar mais bonita dentro do padrão que você estabeleceu, ótimo faça! E seja feliz! Mas não se cobre por isso, não se prejudique por isso.

Eu quero muito com esse Blog tentar ajudar as pessoas a enxergar que ninguém precisa ser uma top model ou uma influenciadora famosa e rica para ser feliz. A Consultoria de Imagem me ajudou a enxergar que a imagem de alguém vai muito além do que ela veste e o que ela veste não precisa ser a roupa mais cara ou que ela precisa emagrecer muito ou ser muito jovem ou malhada ou enfim… A Consultoria de imagem, me mostrou que a aparência e as vestes fazem parte da nossa história, marcam gerações, épocas, mas definitivamente não definem quem somos de verdade.

Goste de você, goste de quem você é, de como você é.

 

 

¹”autoestima”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, 2008-2013,  https://www.priberam.pt/dlpo/autoestima [consultado em 08-08-2017].

Anúncios

2 comentários em “Goste de você!

Adicione o seu

  1. Sil, que vergonha! Só hoje que entrei em seu blog. Como nossos dias estão corridos, não é!?
    Agora falando do seu post..adorei!!!
    Isso é algo que deve ser repetido todos os dias para si, “gostar de si mesmo, se aceitar”. Pois somos diariamente, bombardeadas por informações relacionadas a como deveríamos ser, como deveríamos agir, etc
    É fácil encontrar indivíduos que viveram situações como anorexia, bulimia, depressão, ansiedade..tudo ligado a não aceitação, a busca pelo inalcançável.
    No mais, beijos amiga e parabéns pelas palavras, pelo blog!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: